Você está aqui: Página Inicial / Participantes / Turismo

Turismo

Lagoa da Pampulha

A Lagoa da Pampulha é uma lagoa situada na região da Pampulha. Faz parte de um complexo com outras atrações turísticas e foi projetada por Oscar Niemeyer durante a gestão de Juscelino Kubitschek à frente da prefeitura de Belo Horizonte.

A construção da Pampulha, apesar de não ter sido ideia original de Juscelino Kubitschek, mas do prefeito anterior, Otacílio Negrão de Lima, ultrapassou o projeto inicial ao adquirir maior suntuosidade: um complexo arquitetônico, criado por Oscar Niemeyer, que se tornou marco artístico internacional, demonstrando a capacidade de JK de conciliar ideias antigas com seu dinamismo e espírito empreendedor. O entretenimento era incorporado ao cotidiano da cidade, que, ao frequentar o Cassino e a Casa do Baile, desfrutava de ambiente luxuoso.

Lagoa da Pampulha

Igrejinha da Pampulha

Localizada em Belo Horizonte, a Igreja de São Francisco de Assis, conhecida popularmente como Igrejinha da Pampulha, foi inaugurada em 1943. Com linhas arrojadas, apresenta mosaicos nas laterais da nave. Seu interior abriga a Via Sacra, constituída por 14 painéis de Portinari. Esta é considerada a obra mais significativa do pintor.

Os jardins são assinados por Burle Marx. Para completar a lista de grandes nomes que imprimiram sua marca na igreja, Oscar Niemeyer foi o criador do projeto arquitetônico. São dele outras construções que fazem parte do Conjunto da Pampulha, como o Cassino, onde hoje está o Museu de Arte.

Igrejinha da Pampulha

Mercado Central

Inaugurado em 1929, O Mercado Central ocupa uma área privilegiada na região central de Belo Horizonte. Reunindo cerca de 400 lojas que oferecem uma variedade de produtos, desde hortifrutigranjeiros de ótima qualidade, laticínios e doces mineiros, o mercado conta, ainda, com artesanato regional, ervas e raízes medicinais, além de uma gama de serviços.

A tradição do lugar ganha respaldo com a comida típica mineira servida nos bares e restaurantes populares. Um dos pratos que merece destaque é o jiló com fígado, tira-gosto bastante apreciado pelos que não dispensam um pausa para uma cervejinha gelada. Alguns estabelecimentos famosos em Belo Horizonte ficam no Mercado Central. O Bar da Lora, com seus petiscos e sua cerveja gelada, ganhou o Comida di Buteco 2010.

Até a década de 1970, foi o principal ponto de abastecimento da capital. De lá para cá, misturando memória com aspectos da vida moderna, o Mercado Central é mais do que uma grande feira: é um espaço descontraído de convívio social.

Mercado Central